Os modelos de saúde existentes no mundo foram discutidos ontem, segunda, 15, durante reunião da Federação Internacional de Hospitais, em Paris, França. O presidente da Febase e vice da CNS, Marcelo Britto, esteve presente e acompanhou as discussões.

Segundo Britto, essa discussão é mundial e não apenas o Brasil questiona o atual formato de funcionamento do mercado da Saúde Suplementar. “Discutimos possibilidades de modelos, é uma discussão mundial”, disse Britto.

A Federação Internacional de Hospitais (IHF) é uma organização internacional não-governamental que representa a nível internacional os organismos nacionais de saúde, em especial os grandes centros de saúde e as organizações ligadas à prestação de cuidados de saúde.

A entidade, fundada desde 1929, tem como compromisso o compartilhamento de conhecimento operacional e estratégico para uma melhor qualidade e acesso aos cuidados por meio da prestação de cuidados de saúde altamente eficiente.

Realiza todo ano o Congresso Mundial de Hospitais, um fórum internacional de representantes do setor que busca discutir soluções para o mesmo e viabilizar troca de experiências de gerenciamento e oferta de serviços. O tema este ano da 41ª Edição é “Cuidados de saúde amigáveis aos pacientes e mais inteligentes” e Marcelo Britto integra o comitê científico do evento, que ocorrerá de 7 a 9 de novembro em Taipei, Taiwan.

.

ihf paris site